sexta-feira, 25 de junho de 2021

Seis suspeitos de integrar organização criminosa são presos em operação da Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou uma operação que culminou no cumprimento de seis mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. O trabalho policial ocorreu nas primeiras horas da manhã de hoje (23), em Campos Sales – pertencente à Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado. A ofensiva policial culminou ainda na apreensão de entorpecentes, dinheiro, celulares e cartões de créditos. Com as decisões judiciais em mãos, as equipes iniciaram as diligências a fim de lograr êxito nos cumprimentos de mandados de prisão preventivas e de busca e apreensão. As investigações foram conduzidas pela Delegacia Municipal de Campo Sales. Em buscas pelos alvos, todos situados no bairro Guarani, os agentes de segurança conseguiram cumprir as ordens judiciais referentes aos crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas. Em uma das casas, alvos das investigações, os policiais civis apreenderam cerca de 1,3 quilos de maconha, 240 gramas de crack, além de três celulares e uma balança de precisão. Todo o material ilícito estava em posse de Cícero Kelvy de Souza Soares (26), que estava com mandado de busca e apreensão em aberto. Ele também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Em um outro imóvel, onde foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, no mesmo bairro, os policiais civis apreenderam R$ 4.400 em espécie, além de anotações sobre a comercialização de drogas.

Com isso, após um trabalho de inteligência que resultou na identificação do grupo criminoso, com atuação direta no município de Campo Sales, os investigados cumpriram todos os seis mandados. Todo o material e os suspeitos foram conduzidos à Delegacia Municipal de Campos Sales. As investigações acerca do envolvimento do grupo em crimes na região continuam, a fim de identificar outros integrantes do coletivo criminoso. A operação policial contou com o apoio de policiais civis lotados nas delegacias Municipal de Araripe, Municipal de Assaré e da Delegacia Regional de Crato. O levantamento de informações sobre os alvos contou com a colaboração da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul).

Nenhum comentário:

Postar um comentário