segunda-feira, 6 de setembro de 2021

UESC - Tese da área de Medicina Veterinária recebe Menção Honrosa no Prêmio CAPES

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) mais uma vez se destaca pela contribuição de grande valia para o avanço da pós-graduação stricto sensu e do conhecimento científico de qualidade no Brasil. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) outorgou à Amanda Teixeira Sampaio Lopes e a sua orientadora Prof.ª Dr.ª Bianca Mendes Maciel, a Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese 2021 da área de Medicina Veterinária do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Uesc. A tese premiada, que tem como título “Monitoramento da qualidade microbiológica de produtos de origem animal através da reação em cadeia da polimerase em tempo real associada ao propídio de monoazida” e traz contribuições importantes para setores da Saúde Pública no monitoramento da qualidade de alimentos destinados para o consumo humano, foi defendida em 2020 pelo Programa em Ciência Animal da Uesc, que é avaliado com nota 5 pela Capes. O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Alexandre Alexandre Schiavetti, parabenizou as envolvidas “recebemos essa notícia com grande alegria e reconhecimento do trabalho e dedicação.” A tese de Amanda destaca que “O consumo de alimentos contaminados é preocupante para a Saúde Pública. Avaliou-se a PMA-qPCR (um método rápido para quantificação de viabilidade microbiana em amostras de Desulfovibrio vulgaris pouco concentradas) para a detecção e quantificação simultânea de bactérias patogênicas no processamento de alimentos de origem animal. O estudo demonstrou que a qPCR é capaz de quantificar E. coli, S. aureus e Salmonella spp. de forma rápida, sensível, específica e reprodutível em uma única reação, podendo esta técnica ser aplicada como método rápido de triagem em alimentos. A utilização do PMA associado ao qPCR mostrou-se vantajosa na diferenciação de células viáveis e não viáveis.” Ela explica que está sendo pleiteando uma patente para aplicação na indústria de alimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário