terça-feira, 3 de maio de 2022

Programa Água Doce é destaque em feira de agricultura familiar no Sudoeste baiano


A Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) participou, nos dias 29 e 30/04, da 1ª Feira de Agricultura Familiar e Economia Solidária, realizada pelo município de Presidente Jânio Quadros, região sudoeste do estado. Os visitantes, que passaram pelo stand da Secretaria, tiveram a oportunidade de conhecer os benefícios e beber a água produzida pelos sistemas de dessalinização do Programa Água Doce (PAD) instalados na zona rural do município. Além disso, técnicos da Sema esclareceram dúvidas e distribuíram materiais informativos sobre o PAD e demais ações do Governo do Estado na gestão de meio ambiente e recursos hídricos. O município de Presidente Jânio Quadros foi contemplado com sete sistemas de dessalinização, que atendem a mais de 250 famílias das comunidades de Belmonte, Faz. Jardim, Lagoinha / Guariba, Barra da Vereda / Junco da Barra, São Francisco, Zabelê e Lagoa do Barro / Panela. A técnica da Sema e coordenadora do PAD na Bahia, Luciana Santa Rita, falou sobre a oportunidade de apresentar o Programa durante um evento destinado à agricultura familiar. “Este é o público assistido pelo PAD, são pessoas que moram em comunidades rurais, que por muito tempo não contavam com acesso à água de qualidade para o consumo. Participar de um evento como este é uma oportunidade de demonstrar os benefícios gerados por esta política pública consolidada pelo Governo do Estado”, ressaltou. Responsável pela organização do evento, a secretária de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Jânio Quadros, Nita Aline, destacou a importância da agricultura familiar para o desenvolvimento econômico e cultural da cidade. “A 1ª FAFES acontece com a perspectiva de agregar conhecimento e valor aos produtos da agricultura familiar, movimentando a economia local e associando tecnologias que podem melhorar a vida do homem do campo, a exemplo do Água Doce, um programa muito importante para o nosso município. Temos na gestão municipal planejado ações para implementar, ainda mais, este programa, com a proposta de compra da água para uso nas escolas e outras instituições”, pontuou. Com uma programação diversificada, a feira conta com exposição de animais, praça de alimentação, shows musicais, palestras, apresentações culturais como roda de capoeira, peça teatral e ternos de reis, além de uma série de atividades destinadas à valorização da agricultura familiar. Surpreendida com a qualidade da água do PAD, a agricultora familiar da comunidade do São Joaquim, Samira Ciriaco, falou da experiência de consumir água dessalinizada pela primeira vez. “Quando vi o nome Água Doce, fiquei curiosa para saber o que era, aproveitei que meu filho estava com sede e entrei para beber. Nunca imaginei que uma água de poço pudesse ficar tão limpa e boa, não sabia que tinha um projeto desses aqui na cidade, vou procurar um destes equipamentos que fique mais perto da minha casa”.

A Bahia é o estado com maior número de dessalinizadores entregues à população, com um total de 291, beneficiando 70 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social residentes no semiárido baiano. Eram famílias que utilizavam água de carros-pipas ou sem tratamento e que, agora, contam com água de qualidade para o consumo no dia a dia.
Unidade Produtiva
Em atividade há oito anos, o Água Doce já apresenta resultados significativos na melhoria de vida da população atendida, seja no acesso à água de excelente qualidade, seja pela perspectiva de, nas próximas etapas, tornar os sistemas uma alternativa de renda para as famílias, por meio da comercialização da água envasada e na utilização do concentrado para a piscicultura, agricultura e carcinicultura. Durante a programação, o gerente de projetos da Bahia Pesca, José Gonçalves Jr., ressaltou a proposta de unidade produtiva. “Já está em tratativas a implementação desta unidade na comunidade de Mandassaia 2, Riachão do Jacuípe, escolhida como projeto piloto por apresentar alto índice de utilização e excelentes níveis de gestão por parte dos próprios moradores. O tanque de concentrado será adaptado e utilizado como criatório de peixes, considerando as espécies que se adaptam bem a essas condições. E a água que será trocada destes reservatórios irrigará a agricultura biossalina, gerando alimento para os rebanhos de caprinos, ovinos e bovinos”, explicou. 
Encontro dos grupos de gestão e operadores do PAD – Jânio Quadros 
No último domingo (1º), a coordenação estadual do PAD, representando a Sema, promoveu uma reunião de alinhamento entre os membros que compõe os grupos de gestão e operadores dos sistemas instalados no município. No encontro, que contou com o apoio do técnico e da assistente social da CAR, Jackson e Jussilene, responsáveis pela manutenção dos equipamentos da região, foram coletadas informações relacionadas às experiências vivenciadas na gestão e operação dos equipamentos. Diante da realidade apresentada, por cada grupo gestor, todos os participantes assumiram o compromisso de promover ações que resultem na sensibilização das comunidades para a importância do consumo da água ofertada pelo programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário