terça-feira, 5 de abril de 2022

Fapesb lança edital de R$ 3 milhões para apoiar inovação na agricultura familiar

Financiar projetos inovadores que desenvolvam ou aprimorem tecnologias, visando à promoção do bem-estar no trabalho rural e à melhoria da produção de alimentos saudáveis e dos serviços da agricultura familiar. Esse é o objetivo do Edital Inovação para a Agricultura Familiar, que foi lançado nesta quarta-feira (30) pela Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), com apoio das Secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e de Desenvolvimento Rural (SDR). O Edital que recebe propostas entre os dias 11 de abril e 10 de junho conta com investimento de R$ 3 milhões. A secretária em exercício de Ciência, Tecnologia e Inovação, Mara Souza, destaca a oportunidade de modernizar ainda mais uma área tão importante da economia baiana. “Temos mais de 700 mil famílias que atuam nesse segmento e não podemos deixá-las à margem do desenvolvimento tecnológico e da inovação. Por isso, a nossa ação para incluir o agricultor familiar no que tem de ponta, de mais moderno. Os editais da Fapesb são voltados para o desenvolvimento de novas tecnologias. A ideia é que a partir das demandas dos pequenos agricultores familiares possamos discutir propostas e soluções mais baratas para o seu dia a dia”. Para o secretário de Desenvolvimento Rural (SDR) Jeandro Ribeiro o lançamento do edital é motivo de comemoração. “Pela primeira vez temos um edital específico voltado para agricultura familiar. São R$ 3 milhões investidos em pesquisa e inovação tecnológica para a agricultura familiar. Diferente dos demais editais, esse propõe uma ação conjugada. Para que o pesquisador execute esse projeto, tem que ter a chancela da comunidade, associação ou cooperativa que ele vai atuar”, afirma. O coordenador-executivo de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica da SDR, José Tosato, lembra que para submeter uma proposta é preciso estar atento às linhas de pesquisa. “Temos quatro importantes temáticas, que são o desenvolvimento ou aprimoramento de produtos, o desenvolvimento de sistemas de produção de base agroecológica, o desenvolvimento de produtos da sociobiodiversidade e a aplicação tecnológica”, disse. As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores (doutores ou mestres) que tenham vínculo com alguma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação da Bahia. Os proponentes devem eleger e indicar uma instituição beneficiária dos resultados do projeto. Por fim, a proposta deverá estabelecer parceria com ao menos uma instituição da Rede de Educação Profissional composta pelos Centros Técnicos de Educação Profissional (Ceteps), Centros Estadual de Educação Profissional (Ceeps) e Escolas Família Agrícola (Efas). O Edital completo pode ser consultado na aba editais do site da Fapesb.

Nenhum comentário:

Postar um comentário