domingo, 3 de julho de 2022

Presas por tráfico internacional de drogas na Tailândia, irmãs baianas foram isoladas em presídio por duas semanas


As duas irmãs baianas, presas no dia 13 de junho, na Tailândia, por suspeita de tráfico internacional de drogas, passaram ao menos duas semanas em uma área isolada como medida de prevenção à Covid-19. De acordo com a advogada Kaelly Cavoli Miranda, a defesa tentará provar que elas podem ter sido enganadas e não têm ligação com atos ilícitos. Samara Taxma Chalegre Muritiba e Daiana Chalegre Muritiba, que são de Feira de Santana , a cerca de 100 quilômetros de Salvador, foram flagradas no país asiático com cocaína. Ao assumir a defesa das duas irmãs, a advogada Kaelly Cavoli Miranda informou que, nos próximos dias, novas informações serão coletadas com um advogado tailandês contratado para acompanhar o caso no país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário